kl-jay-kalamidade
kl-jay-kalamidade

Estamos vivos para ver o Festival Sample, de KL Jay

O De Peão de hoje é sobre um festival que ainda não aconteceu, então presta atenção na programação para não perder nada. O mestre KL Jay vai lançar o Festival Sample: do Clássico ao Original. São 6 dias de performances e atividades, com foco na cultura do DJ, produtor e do sample.

Kl Jay afirma que, através do sample:

Diamantes que estavam esquecidos há décadas retornam às pistas cheios de brilho através de outras produções.

Já é tradição por aqui no Kalamidade compartilharmos a história e contexto dos Samples, mostrando como uma única música pode abrir as portas de um universo cheio de histórias, caminhos, personagens que se cruzam. É por isso que estaremos lá em todos os dias deste festival.

O evento chega com co-curadoria de artistas como: DJ Will, MC Kamau, DJ Kalfani e o Produtor Sem Grana, além da contribuição de comunicadores, produtores e técnicos de diferentes gerações e trajetórias para produzir, uma gama diversificada de produtos durante a execução do festival. No decorrer desses 6 dias vão rolar entrevistas, podcasts, palestras, oficinas, vídeos e uma exposição virtual com os discos mais raros da coleção de KL Jay e convidados. A plataforma de vinculação online será pelo site do festival (que estará disponível a partir de 23 de abril).

Programação

23, 24 e 25 de abril

Performance de Samples com DJ KL Jay, DJ Will, DJ Kalfani, Sem Grana e Kamau

A proposta traz uma discotecagem performática ao vivo, onde a música é apresentada ao público ao mesmo tempo em que se mostra, numa virada ou mixagem, o original a partir de onde ela foi criada. Cada performance de Sample dura cerca de 1 hora, a atividade é interativa e busca promover a relação entre DJs e público.

Na ordem: DJ Will, DJ Khalfani, Kamau, Sem Grama e KL Jay

26 de abril

Roda de Conversa – A Indústria Criativa do HIP-HOP

Levando em consideração que no atual contexto socioeconômico e comportamental a arte/cultura foi profundamente marcado pela pandemia de COVID-19, com o fechamento dos pontos culturais, bares, festas e proibições de aglomeração além da obrigatoriedade do uso de máscara, o cenário da movimentação noturnas nas grandes metrópoles e periferias foi radicalmente transformado, assim como, a indústria que é suporte deste setor.

27 de abril

Roda de Conversa – Produção Musical, oportunidades e desafios

O Hip-Hop nasceu enquanto movimento musical e artístico nas periferias das grandes metrópoles, enfrentou uma forte resistência das grandes gravadoras e empresários fonográficos, no entanto, se consolidou como um movimento artístico que engloba , música, dança, moda, dita padrões e comportamentos e movimenta milhões de dólares anualmente.

Segundo a Revista Forbes, em 2018, o setor teve uma arrecadação milionária, em especial, os artistas com mais de 30 anos de carreira. A atividade propõe entender qual fatia deste bolo pertence aos rappers brasileiros, quais as principais diferenças entre as indústrias nacionais e internacionais e os impactos da pandemia no setor.

Dia 27 vai rolar também o lançamento da Playlist sobre Samples e do Podcast do Festival no Spotify KL Música.

28 de abril

Exposição virtual com discos clássicos do acervo do DJ KL Jay e co-curadores

Com o advento das plataformas de streaming o contato com a produção musical da era dos discos de Vinil se tornaram raros para gerações inteiras, no entanto, o ofício da discotecagem promove a união entre o vinil clássico e a tecnologia dos toca discos. A exposição vai apresentar discos raros e informações sobre a produção fonográfica antes das plataformas digitais.

A exposição será virtual e interativa, com no mínimo 25 discos especiais selecionados pelos DJs organizadores do festival. A exposição terá duração de uma semana. A plataforma de navegação da exposição também vai hospedar os produtos gerados pelo festival: vídeos, fotos, playlists e podcast.

Estamos na expectativa para este evento e daríamos tudo para que fosse presencial. Mas nos resta agradecer pela existência de KL Jay na cena, e de todos os envolvidos. Estamos vivos!

E você, curtiu? Compartilhe com os amigos e não percam!

%d blogueiros gostam disto: