Leopoldina Hip-Hop 2021: o primeiro do ano

Vem dar um peão pela gravação do primeiro Leopoldina Hip-Hop de 2021!

AfiliadoAcme Inc.

LH2 CirculAção

No dia 23 de janeiro aconteceu a gravação da primeira edição de 2021 do Leopoldina Hip-Hop, o LH2 CirculAção, no Grão Coworking, em Irajá (RJ). Como resultado, um evento lindo que recebeu nomes consagrados e grandes revelações do Rap carioca. Restrito a poucos convidados ,em decorrência da pandemia da Covid- 19, o LH2 apresentou um line-up que certamente foi um privilégio para os que puderam acompanhar tudo presencialmente.

Nyl de Sousa no LH2 3 anos / Reprodução: YouTube

O Leopoldina Hip-Hop (LH2) nasceu da necessidade de fomentar a cena do Rap e da cultura Hip-Hop nas favelas e periferias da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A programação frequentemente acontece na Arena Carioca Carlos Roberto de Oliveira Dicró, na zona norte da cidade. O evento é uma iniciativa de Ana Paula Gualberto e Nyl de Sousa, colaboradores da Arena Dicró que perceberam a dificuldade na relação dos equipamentos públicos de cultura com o Hip-Hop.

Santuspê no LH2 3 anos / Reprodução: YouTube

Dessa forma, a proposta do Leopoldina Hip-Hop é ocupar espaços de cultura com um festival no qual artistas de Hip-Hop da região possam atrair visibilidade para seus trabalhos. Com uma trajetória de 3 anos e com 10 edições realizadas, o palco da Arena Dicró já recebeu mais de 40 artistas como MCs, DJs, artistas visuais, grafiteiros e coletivos. Nesse meio tempo, parcerias com o Sesc Ramos e a Secretaria Municipal de Cultura viabilizaram as apresentações de artistas renomados como MV Bill, Kmila CDD e Matéria Prima.

Com essa iniciativa buscamos o reconhecimento do Hip-Hop em espaços de cultura. Apresentamos novos talentos das favelas e periferias para mostrar a potência do Rap e das Artes Urbanas”, comentam os organizadores.

Primeira edição do ano

Ramonzin e DJ Pirigo / Arquivo Pessoal

A gravação da primeira edição de 2021 contou com um line-up pesado. Logo no início, Moonjay garantiu que o clima na Grão fosse elevado com um set regado a Hip-Hop, Afrobeat e Dancehall, preparando o público para tudo o que estaria por vir.

Em seguida, Ramonzin uniu clássicos de sua carreira a sucessos do seu último álbum, Arteiro, – que recebeu uma matéria exclusiva sobre sua capa no Instagram do Kalamidade –  em um show acompanhado do DJ Pirigo e que levou os convidados a cantarem livremente expressando risos de felicidade.

Lis MC e DJ RPS / Arquivo Pessoal

A sensação era de uma resenha entre bons e velhos amigos. Um clima gostoso de conversa, de criação de redes e parcerias. Logo depois de Ramonzin, rolou set do DJ RPS e então foi hora da brabíssima Lis MC subir no palco. Cheia de atitude e muito flow, Lis animou a festa levando geral para o bate-cabeça.

Por último, fechando uma noite maravilhosa com chave de ouro, DJ Pirigo amassou a pista com muito Trap, R&B, Kaytranada, Rap Nacional e outras sonoridades em um set perfeito que concluiu a memorável primeira edição de 2021 do Leopoldina Hip-Hop. Uma forma incrível e enérgica de iniciar o tão esperançoso e desafiador novo ano.

%d blogueiros gostam disto: