DJ Esteves: música, moda e skate influenciam os sets cabulosos da cria do ABC
DJ Esteves / Foto: Tauana Sofia

DJ Esteves: música, moda e skate em sets cabulosos

Nessa troca de ideias riquíssima, Esteves falou como seu universo influencia na elaboração dos seus sets

AfiliadoAcme Inc.

Salve família! Gustavo aqui de novo e desta vez apresento o corre de mais um nome importante na cena DJ nacional: DJ Esteves. Modelo, skatista, produtora cultural, dona de uma marca de roupas e cria do ABC paulista, Esteves nos conta sobre seu universo e seus sets marcados peloo Trap, Funk, pelos clássicos dos anos 90 e 2000 e pelas variadas vertentes da música eletrônica.
PEGA A VISÃO!

DJ Esteves / Foto: Hick Duarte

Trajetória

Nascida em Santo André, região metropolitana de São Paulo, Thais Esteves (23) atribui seu primeiro contato com a música e com a arte a sua família. Seus pais, que eram mestres de capoeira, sempre foram amantes do Samba e do Rap e desde sua infância a incentivaram participar de desfiles de Escolas de Sambas. Já o skate entra em outra fase de sua vida e cumpre outro papel: o de apresentar à futura DJ toda potência e as possibilidades dentro da cultura urbana.

Sempre gostei de música e arte. Quando comecei a andar de skate, com uns 12 anos, passei a ter mais contato com o Hip-Hop e a partir disso colei em muitos rolês de Rap. Em 2017 uma amiga me incentivou a tocar na festa de uma revista de skate que ela trabalhava na época. Foi um experiência bem massa! Geral curtiu o repertório, senti uma energia muito foda e depois disso comecei a receber convites para tocar em vários picos. Fui aprimorando técnicas e aprendendo cada dia mais.

Sobre a DJ Esteves

Ganhando técnicas e sempre aprimorando habilidades, DJ Esteves foi desenvolvendo sua prática, seu estilo e assim estabeleceu sua própria forma de tocar. No começo costumava usar o CDJ para apresentar seus sets nas festas, mas um ano depois migrou para o toca-discos, sua preferência até hoje, combinando com o Serato – um dos softwares mais usados e reconhecidos pelos DJs.

DJ Esteves

Além de adquirir conhecimento de técnicas e equipamentos, a experiência de Esteves construiu uma sonoridade muito própria, apresentando nos primeiros lançamentos levadas muito conscientes de Rap, Funk e Soul e deixando claro sua versatilidade de estilos e sonoridades musicais – característica perceptível no trabalhado da DJ na música eletrônica. No começo de 2020 Esteves explorou de forma única o House com o lançamento da mixtape “Houzie”, disponível no Soundcloud.

House é uma das vertentes do eletrônico que eu mais gosto, então decidi fazer essa mixtape focada nesse gênero. Rap, Funk e Soul também vão ser sonoridades que você sempre vai me ouvir tocando. Embora eu goste de vários gêneros musicais, sempre tem alguns que pesquiso mais que outros. O Rap sempre fez parte da minha vida então vai estar presente em quase todos os meus sets, mas também gosto de fazer um set variado e viajar por vários universos diferente e assim sentir a pista.

Cria do ABC e do skate

O ABC paulista é um berço de trampos extremamente importantes para o cenário underground da música e a DJ faz questão de destacar a força, a importância e o talento dessa localidade nas suas falas. Para ela, o impacto do ABC não veio apenas na apresentação de referências na música e na arte, mas também nas primeiras aproximações com a cultura urbana através do skate.

A cena do skate é muito forte aqui no ABC. Comecei a andar com 12 anos. Lembro que estava na sexta série, tinha uns amigos que andavam e comecei a andar com eles. A partir daí eu passei a dar muito rolê de skate e por isso tive contato com muitos shows de Rap e Reggae que rolavam nas pistas. O skate e a música estão muito ligados um ao outro, conheci muita música e vi muitos shows através do skate. Isso fez com que eu tivesse uma ligação ainda mais forte com a música.

DJ Esteves / Foto: Rene Jr.

A DJ traz o skate como um elemento primordial para a sua trajetória e construção da sua personalidade.

Acho que sem o skate eu não seria a pessoa que sou hoje. Tem uma frase clássica que é ‘Skate não é apenas um esporte e sim um estilo de vida’. E é isso que faz um/uma skatista foda: o estilo de vida, a forma que lida com as pessoas, humildade, união, respeito, coisas que a vivência das ruas ensina.

Guerow: música, moda e entretenimento

Além da música e do skate, Esteves conta que desde criança também tem uma brisa com moda, enxergando-a como mais uma das diversas expressões do ser humano. Essa brisa tomou proporções maiores e a DJ, junto de sua girl gang, deu vida a Guerow – mais que uma marca de roupa, um coletivo que une música, moda e entretenimento.

A Guerow nasceu da relação entre seis amigas. Fazíamos altos rolês e viagens juntas sempre priorizando a diversão. Todo mundo que trombava a gente perguntava se éramos um grupo de Rap ou alguma coisa relacionada a arte. Então pensamos que a gente devia fazer algo já que as pessoas nos enxergavam dessa forma. Daí surgiu a ideia de fazer uma marca de roupas e um coletivo com festas, reforçando essa ligação da moda com a música, algo que já vem desde o início do Hip-Hop.

Atualmente composta por quatro pessoas, a Guerow teve que segurar os grandes planos pensados para 2020 – ano atípico marcado por crises nos âmbitos social, econômico e de saúde ocasionado pela pandemia mundial do coronavírus. Independente das limitações, Esteves já adiantou que a marca pretende voltar e com ela novas coleções, lançamentos e festas.

Futuro, parcerias e projetos

Em tempos de pandemia acompanhamos artistas se adaptando aos formatos remotos e on-line para garantir a continuidade de seus trabalhos. Com DJ Esteves não foi diferente: ocupar os canais on-line foi uma maneira de substituir os palcos e festas. Em outubro a DJ tocou junto a Ashira em uma live realizada no canal Estrondo Beats e no dia 18 de dezembro as duas se apresentam novamente para o primeiro Live Show da Ashira.

DJ Esteves e Ashira durante live realizada em outubro pela Estrondo Beats.

Dei uma amenizada nas lives do meu canal porque graças a Deus está rolando alguns trampos e a agenda ficou mais corrida. Mas às terças-feiras, às 18h, continuo participando do programa Ocupação Sonora que rola pelo canal do Estrondo Beats, na Twitch, e prioriza artistas nacionais independentes. As lives salvaram muitos DJs! Rolou uma conexão com diversas pessoas de outras cidades e estados e acredito que através disso vão rolar muitas oportunidades para nós.

Além de fomentar parcerias no formato DJ x MC, Esteves tem seus planos solo de tocar em vários lugares dentro e fora do Brasil. Pesquisando, estudando e em constante aprendizado musical, a DJ também pretende focar na moda e assim consolidar as duas carreiras.

DJ Esteves durante live do programa Ocupação Sonora da Estrondo Beats.

Pra fechar nosso papo, DJ Esteves deixou alguns dos sons que mais estão batendo nos fones dela ultimamente. PEGA A VISÃO:

Single: Tô Te Querendo, de OMULU, de Luedji Luna, ÀTTØØXXÁ.
Álbum: Assim Tocam os MEUS TAMBORES, de Marcelo D2
Álbum: Voyage, de Blue Lab Beats.

Acompanhe os trampos e os corres da DJ Esteves na música, na moda e no skate seguindo as suas redes sociais e Soundcloud.

%d blogueiros gostam disto: