DJ Esteves / Foto: Tauana Sofia

DJ Esteves: música, moda e skate em sets cabulosos

Nessa troca de ideias riquíssima, Esteves falou como seu universo influencia na elaboração dos seus sets

AfiliadoAcme Inc.

Salve família! Gustavo aqui de novo e desta vez apresento o corre de mais um nome importante na cena DJ nacional: DJ Esteves. Modelo, skatista, produtora cultural, dona de uma marca de roupas e cria do ABC paulista, Esteves nos conta sobre seu universo e seus sets marcados peloo Trap, Funk, pelos clássicos dos anos 90 e 2000 e pelas variadas vertentes da música eletrônica.
PEGA A VISÃO!

DJ Esteves / Foto: Hick Duarte

Trajetória

Nascida em Santo André, região metropolitana de São Paulo, Thais Esteves (23) atribui seu primeiro contato com a música e com a arte a sua família. Seus pais, que eram mestres de capoeira, sempre foram amantes do Samba e do Rap e desde sua infância a incentivaram participar de desfiles de Escolas de Sambas. Já o skate entra em outra fase de sua vida e cumpre outro papel: o de apresentar à futura DJ toda potência e as possibilidades dentro da cultura urbana.

Sempre gostei de música e arte. Quando comecei a andar de skate, com uns 12 anos, passei a ter mais contato com o Hip-Hop e a partir disso colei em muitos rolês de Rap. Em 2017 uma amiga me incentivou a tocar na festa de uma revista de skate que ela trabalhava na época. Foi um experiência bem massa! Geral curtiu o repertório, senti uma energia muito foda e depois disso comecei a receber convites para tocar em vários picos. Fui aprimorando técnicas e aprendendo cada dia mais.

Sobre a DJ Esteves

Ganhando técnicas e sempre aprimorando habilidades, DJ Esteves foi desenvolvendo sua prática, seu estilo e assim estabeleceu sua própria forma de tocar. No começo costumava usar o CDJ para apresentar seus sets nas festas, mas um ano depois migrou para o toca-discos, sua preferência até hoje, combinando com o Serato – um dos softwares mais usados e reconhecidos pelos DJs.

DJ Esteves

Além de adquirir conhecimento de técnicas e equipamentos, a experiência de Esteves construiu uma sonoridade muito própria, apresentando nos primeiros lançamentos levadas muito conscientes de Rap, Funk e Soul e deixando claro sua versatilidade de estilos e sonoridades musicais – característica perceptível no trabalhado da DJ na música eletrônica. No começo de 2020 Esteves explorou de forma única o House com o lançamento da mixtape “Houzie”, disponível no Soundcloud.

House é uma das vertentes do eletrônico que eu mais gosto, então decidi fazer essa mixtape focada nesse gênero. Rap, Funk e Soul também vão ser sonoridades que você sempre vai me ouvir tocando. Embora eu goste de vários gêneros musicais, sempre tem alguns que pesquiso mais que outros. O Rap sempre fez parte da minha vida então vai estar presente em quase todos os meus sets, mas também gosto de fazer um set variado e viajar por vários universos diferente e assim sentir a pista.

Cria do ABC e do skate

O ABC paulista é um berço de trampos extremamente importantes para o cenário underground da música e a DJ faz questão de destacar a força, a importância e o talento dessa localidade nas suas falas. Para ela, o impacto do ABC não veio apenas na apresentação de referências na música e na arte, mas também nas primeiras aproximações com a cultura urbana através do skate.

A cena do skate é muito forte aqui no ABC. Comecei a andar com 12 anos. Lembro que estava na sexta série, tinha uns amigos que andavam e comecei a andar com eles. A partir daí eu passei a dar muito rolê de skate e por isso tive contato com muitos shows de Rap e Reggae que rolavam nas pistas. O skate e a música estão muito ligados um ao outro, conheci muita música e vi muitos shows através do skate. Isso fez com que eu tivesse uma ligação ainda mais forte com a música.

DJ Esteves / Foto: Rene Jr.

A DJ traz o skate como um elemento primordial para a sua trajetória e construção da sua personalidade.

Acho que sem o skate eu não seria a pessoa que sou hoje. Tem uma frase clássica que é ‘Skate não é apenas um esporte e sim um estilo de vida’. E é isso que faz um/uma skatista foda: o estilo de vida, a forma que lida com as pessoas, humildade, união, respeito, coisas que a vivência das ruas ensina.

Guerow: música, moda e entretenimento

Além da música e do skate, Esteves conta que desde criança também tem uma brisa com moda, enxergando-a como mais uma das diversas expressões do ser humano. Essa brisa tomou proporções maiores e a DJ, junto de sua girl gang, deu vida a Guerow – mais que uma marca de roupa, um coletivo que une música, moda e entretenimento.

A Guerow nasceu da relação entre seis amigas. Fazíamos altos rolês e viagens juntas sempre priorizando a diversão. Todo mundo que trombava a gente perguntava se éramos um grupo de Rap ou alguma coisa relacionada a arte. Então pensamos que a gente devia fazer algo já que as pessoas nos enxergavam dessa forma. Daí surgiu a ideia de fazer uma marca de roupas e um coletivo com festas, reforçando essa ligação da moda com a música, algo que já vem desde o início do Hip-Hop.

Atualmente composta por quatro pessoas, a Guerow teve que segurar os grandes planos pensados para 2020 – ano atípico marcado por crises nos âmbitos social, econômico e de saúde ocasionado pela pandemia mundial do coronavírus. Independente das limitações, Esteves já adiantou que a marca pretende voltar e com ela novas coleções, lançamentos e festas.

Futuro, parcerias e projetos

Em tempos de pandemia acompanhamos artistas se adaptando aos formatos remotos e on-line para garantir a continuidade de seus trabalhos. Com DJ Esteves não foi diferente: ocupar os canais on-line foi uma maneira de substituir os palcos e festas. Em outubro a DJ tocou junto a Ashira em uma live realizada no canal Estrondo Beats e no dia 18 de dezembro as duas se apresentam novamente para o primeiro Live Show da Ashira.

DJ Esteves e Ashira durante live realizada em outubro pela Estrondo Beats.

Dei uma amenizada nas lives do meu canal porque graças a Deus está rolando alguns trampos e a agenda ficou mais corrida. Mas às terças-feiras, às 18h, continuo participando do programa Ocupação Sonora que rola pelo canal do Estrondo Beats, na Twitch, e prioriza artistas nacionais independentes. As lives salvaram muitos DJs! Rolou uma conexão com diversas pessoas de outras cidades e estados e acredito que através disso vão rolar muitas oportunidades para nós.

Além de fomentar parcerias no formato DJ x MC, Esteves tem seus planos solo de tocar em vários lugares dentro e fora do Brasil. Pesquisando, estudando e em constante aprendizado musical, a DJ também pretende focar na moda e assim consolidar as duas carreiras.

DJ Esteves no Intro Set Influences.

Pra fechar nosso papo, DJ Esteves deixou alguns dos sons que mais estão batendo nos fones dela ultimamente. PEGA A VISÃO:

Single: Tô Te Querendo, de OMULU, de Luedji Luna, ÀTTØØXXÁ.
Álbum: Assim Tocam os MEUS TAMBORES, de Marcelo D2
Álbum: Voyage, de Blue Lab Beats.

Acompanhe os trampos e os corres da DJ Esteves na música, na moda e no skate seguindo as suas redes sociais e Soundcloud.

Leia Mais
Selecta – 5 Raps com sample de músicas BR
%d blogueiros gostam disto: